Página Inicial / Aconteceu/ Ultima hora / Senado muda tributação sobre aplicativos de transporte e ameaça SP

Senado muda tributação sobre aplicativos de transporte e ameaça SP

O Senado aprovou nesta terça (5) um projeto que muda a forma de tributação sobre aplicativos de transporte de passageiros, como Uber, Cabify e 99Taxis. O texto, que segue para análise da Câmara, pode reduzir a arrecadação do município de São Paulo.

Pela norma atual, o ISS (Imposto Sobre Serviços) cobrado desses aplicativos fica com o município onde está localizada a sede da empresa. Hoje, as maiores companhias que prestam esse serviço estão sediadas em São Paulo.

O projeto aprovado pelos senadores estabelece que o imposto deverá passar a ser recolhido pelo município onde foi feito o embarque do passageiro. Na prática, a medida deve retirar arrecadação da capital de São Paulo e pulverizar os recursos por cidades de todo o país.

Autor da matéria, Airton Sandoval (MDB-SP) argumenta que o serviço de transporte de passageiros contratado sem uso de aplicativos de celular já é tributado no município onde é feito o embarque. Para ele, não faria sentido diferenciar os serviços.

“Se o município é o local onde se exercem as atividades, por que não estabelecer uma definição nesse sentido para fins de incidência da tributação?”, questionou o senador ao apresentar a proposta.

A alíquota do ISS varia de acordo com o município e não pode ultrapassar 5%.

A Secretaria Municipal de Fazenda de São Paulo não informou quanto é arrecadado de ISS das empresas que fazem o intermédio de contratação de transporte via aplicativo. Procuradas, Uber, Cabify e 99Taxis não informaram os valores que pagam de ISS.

Durante a tramitação do texto, entrou em debate a dificuldade que seria gerada às empresas com a pulverização do recolhimento em centenas de municípios. O relator da proposta, Armando Monteiro (PTB-PE), argumentou que diferentes regras em cada cidade dificultariam o processamento dos valores pelas companhias.

Com o objetivo de facilitar o pagamento, Monteiro incluiu no texto artigo que institui nota fiscal eletrônica de serviços. A medida visa padronizar a cobrança em todo o país.

No fim de 2016, um projeto semelhante gerou embate que envolveu veto presidencial e ação na justiça. Proposta aprovada no Congresso definiu que o imposto que incide sobre operações financeiras (cartão de crédito, débito, leasing, entre outros) e planos de saúde passaria a ser recolhido no local de prestação do serviço, e não na cidade-sede das empresas. 

O trecho foi vetado pelo presidente Michel Temer sob a justificativa de que a mudança elevaria os custos das companhias e o preço ao consumidor. Empresas afetadas também argumentaram que os custos aumentariam. O veto, porém, foi derrubado pelos deputados e senadores.

Diante do início da validade da mudança, entidades do sistema financeiro e de saúde suplementar acionaram o STF (Supremo Tribunal Federal) contra a norma.

Em março deste ano, o ministro do STF Alexandre de Moraes concedeu uma liminar que suspendeu as novas regras de cobrança, fazendo com que a tributação voltasse a ser feita pelos municípios que sediam as empresas.

Fonte.: FolhaPress

Sobre admin

Veja também

Serviços secretos invadem Assembleia Nacional e gabinete de Guaidó

Foram arrombadas as gavetas da presidência e vice-presidência Forças da segurança da Venezuela, incluindo do …

Governo de Andradina capacita profissionais da rede de proteção social da criança e adolescente

A Secretaria de Promoção e Assistência Social do Governo de Andradina em parceria com o …

Anistia pede que Tribunal de Haia investigue crimes contra humanidade na Venezuela

As práticas de repressão contra a população civil executadas pelo governo venezuelano podem constituir crimes …

Radiografia do Sebin, o temido serviço de inteligência de Venezuela

Classificado pelas organizações dos direitos humanos como “instrumento de perseguição política”, o serviço de inteligência …

Em jogo sem TV, Palmeiras vence o Atlético-MG e assume a ponta do Brasileiro

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Na primeira grande partida sem transmissão de TV do Campeonato …

Itaú planeja fechar até 400 agências no Brasil

Com o objetivo de se adequar à migração das transações bancárias de clientes para canais …

Idoso discute com vigilante de banco e é baleado no abdômen

  Um idoso foi baleado por um vigilante de uma agência do banco Bradesco, na …

Tamiko entrega trator e implemento agrícola para o Timboré

Na manhã desta segunda-feira (13) a prefeita Tamiko Inoue realizou ao lado do vereador Joaquim …

Morte misteriosa de cinco pessoas deixa a Alemanha em choque

A morte misteriosa de cinco pessoas, que tiveram os corpos encontrados na Baixa Saxônia, três …

Cultura de Andradina fez homenagem ao Dia das Mães

A Secretaria de Cultura do Governo de Andradina realizou na noite da última sexta-feira (10), …

Hamilton vence GP da Espanha e assume liderança da Fórmula 1

Deu Mercedes novamente. Na manhã deste domingo, Lewis Hamilton largou na segunda colocação, assumiu a …

Aldo cansa no fim e é derrotado por Alexander Volkanovski por decisão unânime no Rio de Janeiro

Ex-campeão dos pesos-penas do UFC começa a luta muito bem, mas é superado pelo fôlego …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *