Página Inicial / Aconteceu/ Ultima hora / Seis em cada 10 jovens pensam em deixar o país para morar no exterior

Seis em cada 10 jovens pensam em deixar o país para morar no exterior

A falta de segurança e de perspectivas profissionais somadas ao alto custo de vida e impostos elevados fazem com que 19 milhões de jovens brasileiros, na faixa etária de 16 a 24 anos, queiram deixar o Brasil em busca de oportunidades no exterior. Portugal é o segundo principal destino, depois dos Estados Unidos. Em seguida estão Canadá, França, Espanha e Inglaterra.

Os dados são do Instituto DataFolha que ouviu 2.090 entrevistados. A pesquisa mostra que 50% dos que têm entre 25 e 34 anos gostariam de abandonar o Brasil. Esse percentual cai para 44%, na faixa de 35 a 44 anos e 32% para os que estão entre os 45 e os 59 anos. No grupo acima de 60 anos, o percentual é de 24%.

VIDA MAIS SIMPLES

Formada em Letras pela Universidade de Brasília (UnB), Ana Carolina Viana, 36 anos, optou por deixar Brasília, onde sempre morou, e tentar vida nova em Lisboa.

“Lá em Brasília, mesmo trabalhando muito, no final do mês só sobrava para pagar as contas e eu não conseguia juntar dinheiro e fazer planos”, desabafou.

Para Ana Carolina, morar em Lisboa significa ter melhor qualidade de vida. “Consigo morar numa casa pequena, mas que tem tudo o que eu preciso. Posso colocar meu filho em uma escola pública, que aqui é muito boa. Não preciso pagar um plano de saúde. E, com isso, posso viajar e fazer cursos”.

A vontade de “viver com menos” não é um desejo exclusivo de Ana Carolina. O cirurgião vascular Marcelo Ribeiro de Sousa Bizerra, 34 anos, natural de Teresina, compartilha essa busca de uma vida mais tranquila. Casado e com dois filhos pequenos de 8 e 2 anos de idade, ele contou à Agência Brasil que sempre teve vontade de viver fora.

“Eu tenho muita vontade de morar em um país onde eu possa criar meus filhos e que minha esposa viva de maneira mais tranquila. Um lugar onde não seja preciso trabalhar tanto, que se viva com menos, mas com mais qualidade de vida, que eu possa pagar um imposto de renda justo e que tenha um retorno mínimo para conseguir nos sustentar, dar uma boa educação para os filhos, conseguir uma saúde de qualidade e ter uma segurança mínima”, afirmou Marcelo.

VALORIZAÇÃO

Formada em Relações Internacionais, Tamira Romualdo, 27 anos, morou em vários locais do Brasil – Pará, Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal – e também no exterior, em Washington (Estados Unidos). Ela disse que teve vontade de repetir a experiência e, atualmente, a maior motivação para tentar a vida no exterior é profissional.

“Na minha faixa etária eu vejo que está todo mundo passando pelo mesmo problema: todos saem da faculdade cheios de esperança, mas trabalham muito e se empenham, correm atrás e não veem retorno”, afirmou Tamira.

Trabalhando atualmente na Embaixada de Botsuana no Brasil, Tamira conta que, se pudesse, moraria em Portugal. “Aqui no Brasil é tudo muito caro. O preço do mestrado aqui é mais alto do que em Lisboa ou no Porto. Ter um diploma de uma instituição internacional tem um peso muito maior no mercado.”

Fonte.: Agência Brasil

Sobre admin

Veja também

Governo de Andradina realiza capacitação regional do Programa Município Verde Azul

O Governo de Andradina por meio da Secretaria de Meio Ambiente acompanhada do Ciensp (Consórcio …

Tamiko recebe diretora da regional da Drads de Araçatuba

Na manhã desta terça-feira (14), a prefeita Tamiko Inoue recebeu em seu gabinete a diretora  …

Alerta de tsunami na Papua-Nova Guiné após terremoto de 7,7

Centro de Alerta emitiu uma ameaça de tsunami nesta terça-feira (14) Nesta terça-feira (14), um …

Serviços secretos invadem Assembleia Nacional e gabinete de Guaidó

Foram arrombadas as gavetas da presidência e vice-presidência Forças da segurança da Venezuela, incluindo do …

Governo de Andradina capacita profissionais da rede de proteção social da criança e adolescente

A Secretaria de Promoção e Assistência Social do Governo de Andradina em parceria com o …

Anistia pede que Tribunal de Haia investigue crimes contra humanidade na Venezuela

As práticas de repressão contra a população civil executadas pelo governo venezuelano podem constituir crimes …

Radiografia do Sebin, o temido serviço de inteligência de Venezuela

Classificado pelas organizações dos direitos humanos como “instrumento de perseguição política”, o serviço de inteligência …

Em jogo sem TV, Palmeiras vence o Atlético-MG e assume a ponta do Brasileiro

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Na primeira grande partida sem transmissão de TV do Campeonato …

Itaú planeja fechar até 400 agências no Brasil

Com o objetivo de se adequar à migração das transações bancárias de clientes para canais …

Idoso discute com vigilante de banco e é baleado no abdômen

  Um idoso foi baleado por um vigilante de uma agência do banco Bradesco, na …

Tamiko entrega trator e implemento agrícola para o Timboré

Na manhã desta segunda-feira (13) a prefeita Tamiko Inoue realizou ao lado do vereador Joaquim …

Morte misteriosa de cinco pessoas deixa a Alemanha em choque

A morte misteriosa de cinco pessoas, que tiveram os corpos encontrados na Baixa Saxônia, três …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *