Óleo de Argan Para Estrias – Como Funciona?

O óleo de Argan é originário de uma planta chamada Aragania spinosa, que pode ser encontrada somente no Marrocos. Ele é extraído das nozes dessa planta de forma manual. Durante o processo de extração, ocorre a retirada da polpa dessas nozes.

Após isso, as nozes são levadas ao sol para secarem. Então, uma vez secas, as nozes são abertas com auxílio de pedras, o que possibilita a retirada das sementes. Depois, elas são levemente tostadas, e finalmente, é feita a retirada do óleo.
O produto já foi associado a benefícios para os cabelos e a pele. Mas e o óleo de argan para estrias? Será que é verdade que ele ajuda em relação a esta condição?

Óleo de argan para estrias

Quem gosta de ter estrias na pele? Certamente ninguém, não é mesmo? O problema, que pode afetar qualquer pessoa, ainda que seja mais comum nas mulheres, é caracterizado pela formação de linhas e marquinhas que possuem uma tonalidade diferente da pele que as cerca.

Constituídas na camada do meio da pele, quando ocorre um alongamento constante e a camada sofre uma espécie de rasgo, as estrias podem aparecer em regiões como a barriga, as coxas, os quadris, os seios, os antebraços, o bumbum e a região lombar.

As indesejáveis marquinhas aparecem quando a pele não consegue se recuperar rapidamente após um período de crescimento intenso no corpo, como acontece em uma gestação, quando há ganho de peso de maneira rápida, ou durante a fase da puberdade.

Elas ainda podem aparecer em decorrência do uso de determinados medicamentos, por conta de condições de saúde, do consumo de álcool e até de histórico familiar. De acordo com informações do Medical News Today, a predominância de estrias no corpo pode variar entre 40 a 90%, dependendo da idade, do sexo e da etnia.

Entre os métodos de tratamento das estrias, encontram-se tratamentos dermatológicos como aplicação de laser, cirurgias plásticas e o uso de cremes, loções e óleos, o que inclui o óleo de argan.

Acredita-se na eficácia do óleo de argan para estrias devido ao fato do produto trazer uma ação antienvelhecimento, que contribui com a formação de colágeno (proteína responsável por dar firmeza e sustentação à pele), e por colaborar com a elasticidade da pele.

Por ser fonte de vitamina E, também credita-se ao óleo de argan o efeito de auxiliar a cicatrização de marcas na pele.

Por outro lado 

Segundo a Medical News Today, diversas pesquisas científicas encontraram pouca ou nenhuma evidência satisfatória de que cremes, loções e óleos podem evitar o desenvolvimento de estrias.

Em relação à utilização do óleo de argan para estrias, a dermatologista Camila Mecia explicou que o produto oferece uniformidade à região das estrias, hidratando e melhorando a qualidade do tecido, o que disfarça as marquinhas.

Ou seja, ele pode melhorar o aspecto das estrias encontradas no corpo. Entretanto, a dermatologista explicou que o óleo de argan não é capaz de fazer elas desaparecem por completo e recomenda tratamentos dermatológicos para lidar com o problema.

Portanto, se você tem estrias, pode até conseguir disfarçá-las, porém, se deseja tratar o incômodo de maneira mais profunda e definitiva, o ideal é que consulte um dermatologista que avaliará o seu caso e determinará o tratamento mais indicado para você.

Entre as opções de tratamento que o profissional pode indicar, podemos citar: laser, peelings, luz pulsada ou creme à base de ácidos.

Já para quem deseja se prevenir contra o surgimento das estrias, o uso do óleo de argan pode ser associado a fórmulas ou hidratantes potentes.

Fonte.: Mundo da forma

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.