Página Inicial / Aconteceu/ Ultima hora / Nos pênaltis, Palmeiras derrota São Paulo e conquista Copa RS sub-20

Nos pênaltis, Palmeiras derrota São Paulo e conquista Copa RS sub-20

No duelo de dois clubes que praticamente monopolizam os títulos das categorias de base do Brasil, o último time sub-20 a ser campeão no ano é o Palmeiras. Na final da Copa RS, neste domingo, após empate por 1 a 1 no tempo normal, o Verdão derrotou o Tricolor por 4 a 3, nos pênaltis.

Papagaio abriu o placar para o clube alviverde, aos oito minutos do primeiro tempo, e Toró igualou para o Tricolor, aos cinco minutos da etapa final – ambos estarão com a Seleção Brasileira no Sul-Americano sub-20, no mês que vem. Nos pênaltis, pelo São Paulo, Danilo bateu por cima e Fasson parou em defesa de Gomez; Morato, Paulinho e Weverson converteram. No Palmeiras, Iago viu Thiago Couto rebate sua finalização; Papagaio, Lincon, Esteves e Patrick balançaram as redes.

O resultado serve como uma espécie de vingança para os palmeirenses. No mês passado, também nos pênaltis, o time perdeu do São Paulo, no Allianz Parque, a Supercopa do Brasil, dando ao Tricolor a vaga na Libertadores da categoria no ano que vem. Além disso, em 2017, o Choque-Rei terminou com título tricolor e gol nos acréscimos, em vitória por 4 a 3

Desde quando a Copa RS perdeu a credencial de Campeonato Brasileiro sub-20, a partir de 2015, o São Paulo sempre chegou à final, perdendo neste ano pela primeira vez – possui três títulos consecutivos na competição. Já o Palmeiras conquista o torneio pela primeira vez.

O Palmeiras começou a partida com Papagaio enganando a marcação com sua movimentação, saindo da área, e abrindo espaço pelos lados. Foi assim que abriu o placar, com Marcus Melone cruzando na área para Papagaio escorar com o pé nas redes do São Paulo, aos oito minutos.

O São Paulo passou a explorar as pontas, na movimentação do meia Gabriel Sara e buscando frequentemente Toró, mas a marcação alviverde prevalecia. Quando não encontrava o zagueiro Gabriel Furtado no meio do caminho, o goleiro Gomes atrapalhava o Tricolor. Como aos 34, quando o goleiro desviou e atrapalhou cabeçada de Gabriel Sara, diante do gol vazio.

O Verdão parecia ter o controle do jogo, mas não aproveitou. Teve duas grandes oportunidades para ampliar: aos 30, em mais uma grande jogada de Melone, o meia Alan chutou no travessão. Aos 45, Papagaio foi acionado em contra-ataque e, completamente livre diante do goleiro, demorou a finalizar ou tocar para um companheiro, permitindo à zaga desviar.

Na volta do intervalo, o Verdão foi para cima e não começou ampliando porque o goleiro Thiago Couto fez grande defesa cara a cara com Alan. E o Palmeiras acabou se esquecendo da qualidade do São Paulo, desorganizando-se na defesa. Foi assim que o Tricolor empatou, com Toró completamente livre para aproveitar rebote na área e mandar no ângulo esquerdo, aos cinco minutos.

O empate motivou a ponto de o São Paulo passar a ter o controle da partida. O time mudou seu estilo, buscou mais o centroavante Gabriel Novaes e, consequentemente, Toró teve mais espaço. Aos 16, o atacante quase fez mais um, quando Gomes saiu muito mal do gol, sem acreditar na velocidade de Toró, que chegou a tempo de tocar e a zaga tirou em cima da linha.

A última meia hora de partida foi uma consequência do calor que dominou toda esta final da Copa RS. Os jogadores erravam demais e, desgastados, mal conseguiam criar oportunidades. O árbitro Leandro Pedro Vuaden conversou com os capitães e, diante do cansaço, encerrou o segundo tempo exatamente aos 45 minutos. A definição do último campeão da categoria sub-20 em 2018 sairia nos pênaltis mesmo. E o Palmeiras foi mais eficiente.

Fonte.: LANCE

Sobre admin

Veja também

Após caso Paulo Preto, Lava Jato de SP vai mirar metrô e parentes de Lula

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A página virou para a Lava Jato de São Paulo. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *