Útimos Posts
Página Inicial / Aconteceu/ Ultima hora / Morte de 9 jovens em Paraisópolis ocorreu após um mês de ameaças da PM

Morte de 9 jovens em Paraisópolis ocorreu após um mês de ameaças da PM

ação da Polícia Militar que terminou com nove jovens mortos na madrugada deste domingo (1/12) na favela de Paraisópolis, na zona sul da cidade de São Paulo, deixou os moradores chocados, mas não chegou a ser uma surpresa. Conforme relatos de mais de uma dezena de moradores ouvidos pela Ponte, as mortes ocorreram após um mês em que policiais militares fizeram ameaças diárias aos habitantes da favela, por conta da morte do sargento da PM Ronald Ruas Silva, ocorrida em 1º de novembro de 2019.

Ruas, de 52 anos, morreu após ser baleado na barriga durante uma troca de tiros na avenida Professor Alcebíades Delamare, nas imediações de Paraisópolis.

No dia seguinte, sem mencionar a morte do sargento, o comandante geral da PM, coronel Marcelo Vieira Salles, postou nas redes sociais que a comunidade seria alvo de “uma Operação Saturação”, como são chamadas ações com a presença massiva de policiais.

No comunicado, Salles dizia que “centenas de policiais militares” de diferentes unidades intensificariam o policiamento no bairro, “sem previsão de término”.

Desde então, as operações da PM no local passaram a ser diárias, com bloqueios de ruas, revistas de pessoas, entradas em casas e comércios, além de ameaças. “Vamos tocar o terror em Paraisópolis” passou a ser um refrão usado por muitos deles, segundo falas dos moradores.

O músico Marcos Forlan, o MC Sacana, conta que foi abordado por dois policiais, há duas semanas, quando entrava num supermercado de camiseta e chinelo. “Eles perguntaram o que eu fazia e eu fui falando. Quando eu falei que era ator e MC, eles já me ameaçaram naquele tom: ‘MC também morre de vez em quando’”, conta.

Segundo o músico, os policiais deixavam claro que sua atitude era uma vingança contra a favela por causa da morte do colega. “A polícia é assim: quando morre um policial, a polícia toda para para resolver isso, mas quando morre um favelado, nem liga.”

A reportagem da Ponte esteve em Paraisópolis em 10 de novembro e ouviu diversos relatos de ameaças e agressões feitas por policiais. Um morador entregou um vídeo de uma das abordagens feitas neste período, que mostra pelo menos quatro PMs agredindo uma pessoa em plena rua até serem contidos por um oficial.

As operações violentas da Polícia Militar fazem parte da história de Paraisópolis, segunda maior favela da capital paulista, geralmente como um “revide” por conta de alguma violência praticada contra a corporação.

Em 2009, após três policiais terem sido baleados num tumulto, a PM deu início a uma Operação Saturação que durou 82 dias e deixou relatos de práticas de tortura feitas até em crianças e idosos, segundo O Estado de S.Paulo.

Quando a PM Juliane dos Santos Duarte foi sequestrada, torturada e morta por membro do PCC (Primeiro Comando da Capital), em agosto de 2018, policiais também foram denunciados por abusos, inclusive o de “apontar uma arma para a cabeça de uma menina negra” sem justificativa, segundo a União dos Moradores da Favela do Jardim Colombo.

A violência nas operações contra os bailes funk também é constante. A Ponte relatou em duas ocasiões a história da estudante Dayane de Oliveira, que, em janeiro de 2013, aos 17 anos, perdeu um olho ao ser atingido por um estilhaço de bomba, lançado pela PM durante uma operação contra os pancadões do bairro. Sem amparo do Estado e vítima de depressão por conta da perda do olho, Dayane tornou-se moradora de rua.

Outro lado

Procurada, a PM afirma que “faz rondas diárias na região da ocorrência para aumentar a sensação de segurança da população e como medida de prevenção às práticas criminosas” e que “a Corregedoria da Polícia Militar está à disposição para receber denúncias em caso de atuação imprópria dos policiais militares”.

Em coletiva de imprensa neste domingo, o porta-voz da PM Emerson Massera negou que a ação policial que terminou com a morte de nove jovens pisoteados tenha relação com operações anteriores.

Segundo o porta-voz, quatro policiais da Rocam (Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas) estavam em patrulhamento pela área e abordaram dois homens numa motocicleta, que teriam atirado contra eles.

Os homens teriam entrado atirando no baile funk, segundo a versão policial, e provocado o pânico que levou às mortes. Já moradores dizem que foram encurralados pelas bombas da polícia nas vielas de Paraisópolis.

Fonte.: Ponte Jornalismo 

Sobre admin

Veja também

Tornado assusta moradores do sul de MS; veja vídeo

Fenômeno é conhecido como landspout e é o equivalente terrestre da tromba d’água Um tornado …

Mano Menezes é demitido após derrota do Palmeiras para o Flamengo

Mano Menezes não é mais técnico do Palmeiras. O treinador não resistiu à derrota para …

Flamengo supera Palmeiras fora de casa e ‘cala’ torcida única

O Flamengo venceu por 3 a 1 o Palmeiras O Flamengo venceu o Palmeiras por …

Protestos levam dezenas de milhares às ruas em Hong Kong

Protestos levam dezenas de milhares às ruas em Hong Kong HONG KONG, CHINA – Fonte.:  …

Tiroteio perto da fronteira do México com EUA deixa 14 mortos

O tiroteio aconteceu em Villa Union, cidade mexicana do estado de Coahuila, SÃO PAULO, SP  – …

Cinco pessoas morrem em colisão entre ônibus e moto em Votuporanga

O acidente aconteceu no quilômetro 129 da Rodovia Péricles Belini Cinco pessoas morreram em um acidente de …

Pastores da Universal em Angola rompem com Edir Macedo e querem expulsão de bispos brasileiros

RESUMO DA NOTÍCIA Pastores da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) em Angola anunciaram …

Baile funk em Paraisópolis (SP) termina em confusão; 9 pessoas morrem pisoteadas após ação da PM

ATUALIZAÇÃO (12h30): polícia confirma que o número de mortos chegou a 9. Ao menos nove pessoas …

Homem armado com faca faz 5 pessoas reféns em bar no Rio

Um homem armado com uma faca faz 4 pessoas reféns em um bar, na tarde …

Tamiko leva pedidos ao governador João Doria em Araçatuba

A prefeita Tamiko Inoue esteve acompanhando, nesta quinta-feira (28), a visita do governador João Doria …

Uma pessoa morre e 5 ficam feridos em ataque na Ponte de Londres

O ataque aconteceu na famosa London Bridge A Ponte de Londres, um dos principais pontos …

Ministério da Saúde: 135 mil convivem com HIV no país sem saber

Apesar do ministro Luiz Henrique Mandetta informar que homens jovens são os mais infectados pelo …

Gugu Liberato: famosos e fãs se despedem do apresentador em São Paulo

O velório de Gugu Liberato começou. Aberto ao público, o apresentador está sendo velado na Assembleia …

Festival “Loja de Brinquedos” do projeto Nasce promete encantar o público neste sábado

A Secretaria de Cultura do Governo de Andradina convida toda a população para a “Loja …

Governo reduz para R$ 1.031 estimativa de salário mínimo para 2020

O salário mínimo para o próximo ano ficará em R$ 1.031, anunciou no fim da tarde de …

Explosão em fábrica de produtos químicos obriga a evacuação nos EUA

“Todas as pessoas devem abandonar a área ao redor da fábrica de Port Enches”, escreveram …

MP mudou posição e pediu condenação mais dura a Lula

O procurador regional da República Maurício Gotardo Gerum reviu seu posicionamento anterior de pedir anulação …

Judocas de Andradina participam de festival do Programa Atleta do Futuro

No último sábado (23), 35 atletas da equipe de judô do Sensei Dickson José Barros …

Terremoto atinge a Albânia e mata pelo menos 6 pessoas

Vários edifícios desabaram e as autoridades procuram agora sobreviventes nos escombros Pelo menos seis pessoas …

Projeto Guri faz “Audição Especial de Final de Ano”

O Centro Cultural “Pioneiros de Andradina” foi palco para a apresentação dos alunos do Projeto …

Atiradores do Tiro de Guerra do Governo de Andradina recebem homenagens

Atiradores destaque do ano de 2019 do Tiro de Guerra 02/007 do Governo de Andradina …

Tamiko garante convênio com Senai para qualificação profissional

A prefeita Tamiko Inoue assinou, na tarde desta segunda-feira (25), a renovação do convênio com …

Almoço do Fundo Social arrecada recursos para Natal Solidário

O mundo Social de Solidariedade realizou, neste último domingo (24), o tradicional  “Almoço Solidário em …

Cerimônia de encerramento marca formação de jovens da turma do TG 2019

A prefeita e diretora do Tiro de Guerra 02-007 do Governo de Andradina, Tamiko Inoue, …

Fernanda Brum e marido sofrem acidente de carro em Angra dos Reis

O casal de pastores Fernanda Brum e Emerson Pinheiro sofreu um acidente de carro nesta …

TRÊS PESSOAS MORREM DEPOIS DE PROTESTOS NA COLÔMBIA

BOGOTÁ  Fonte.: (Reuters) – Três pessoas foram mortas em eventos na esteira dos protestos de …

MILITARES E POLICIAIS PATRULHAM BOGOTÁ APÓS TOQUE DE RECOLHER

Bogotá se recuperava com tranquilidade, neste sábado, do primeiro toque de recolher em quatro décadas, …

LULA DEFENDE POLARIZAÇÃO E DIZ QUE PIOR INIMIGO DO BRASIL É A DESIGUALDADE

Fonte.: (Reuters) – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse na sexta-feira que o …

Marquise cai e mata mulher em centro de compras no interior de SP

O Corpo de Bombeiros deslocou 15 homens distribuídos em quatro equipes para atender a ocorrência …

Flamengo é campeão da Libertadores 2019 após virada incrível contra o River

Com muita emoção, um verdadeiro teste para cardíacos. Foi assim que o Flamengo, o time-sensação …

Gugu Liberato foi dado como morto duas semanas antes da verdadeira morte

SÃO PAULO, SP – Fonte.:  (FOLHAPRESS) – O apresentador Gugu Liberato, 60, teve sua morte …

Floyd Mayweather anuncia retorno da aposentadoria e promete novo evento com Dana White

Sem lutar profissionalmente desde 2017, quando nocauteou Conor McGregor no 10º round, Floyd Mayweather voltará …

Andradina foi a cidade que mais gerou empregos na região, aponta Caged

A cidade de Andradina segue no ritmo de crescimento e geração de empregos. Dados do …