Manchester United consegue virada histórica e elimina o PSG

Ingleses reverteram derrota sofrida na partida de ida

Parecia improvável, mas o Manchester United conseguiu uma virada histórica sobre o Paris Saint-Germain e, com um gol de pênalti nos acréscimos do segundo tempo, está nas quartas de final da Champions League.

Nesta quarta-feira (6), os ingleses venceram os parisienses por 3 a 1, na capital francesa, e reverteram a derrota sofrida por 2 a 0 na partida de ida, na Inglaterra.

A equipe do técnico Ole Gunnar Solskjaer abriu o placar com apenas 2 minutos de jogo, gol marcado pelo centroavante belga Romelu Lukaku.

Dessa forma, chegou a 21 jogos seguidos marcando fora de casa, igualando o recorde do clube conquistado entre 1956 e 1957 sob o comando de Matt Busby, segundo maior treinador do United atrás apenas de Sir Alex Ferguson.

Sem Neymar, lesionado, e Cavani, recém-recuperado de lesão e que esteve no banco, coube ao francês Kylian Mbappé tentar guiar o PSG no duelo.

Com um chute cruzado, encontrou o espanhol Bernat na segunda trave, onde o lateral só precisou desviar para deixar tudo igual. A assistência foi a quinta de Mbappé no torneio, líder da competição no quesito.

Esta é a segunda edição seguida da Champions que Neymar desfalca o Paris Saint-Germain em uma eliminação na fase de oitavas de final.

Na competição que se encerrou no ano passado, participou da derrota por 3 a 1 no jogo de ida para o Real Madrid. No duelo de volta, que terminou 2 a 1 para os espanhóis e eliminou precocemente os franceses, não jogou pois se recuperava de uma fissura no quinto metatarso do pé direito. O mesmo dedo que o tirou dos dois confrontos com o United nesta temporada, desta vez por fratura.

Com retorno esperado para abril, Neymar assistiu à equipe no Parque dos Príncipes. Na última segunda-feira (4), o brasileiro estava no Rio de Janeiro curtindo o Carnaval no camarote que o ex-atacante Ronaldo tem na Sapucaí.

Precisando de gols para tentar a classificação, os ingleses ameaçaram os donos da casa ainda no primeiro tempo , mais uma vez com Lukaku. Rashford chutou de longa distância e Buffon largou a bola nos pés do belga, que marcou o segundo tempo.

A derrota por 2 a 1 servia ao PSG até os acréscimos da etapa final, quando o árbitro viu um desvio no braço de Kimpembe e, com auxílio do VAR, marcou a penalidade. Rashford cobrou com força e marcou, colocando o Manchester United nas quartas da Champions.

Fonte.: FolhaPress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.