Página Inicial / Aconteceu/ Ultima hora / Lutadora do UFC Polyana Viana reage a assalto, domina o ladrão e registra incidente com fotos

Lutadora do UFC Polyana Viana reage a assalto, domina o ladrão e registra incidente com fotos

Peso-palha esperava carro na porta do seu condomínio quando foi abordada. Atleta diz que agrediu o assaltante com socos e chute e o dominou ao perceber que arma utilizada era falsa.

Quem olha Polyana Viana de longe e não sabe que ela é uma lutadora do UFC não se impressiona com seu porte físico. Com 1,70m de altura e cerca de 60kg quando não está em preparação para as lutas, a paraense parece ser uma presa fácil para quem tiver a ideia de atacá-la.

Mas a realidade é bem diferente. Quem teve a comprovação desta afirmativa foi Max Gadelha Barbosa, que tentou assaltá-la no último fim de semana no bairro do Pechincha, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro.

A abordagem acabou sendo mal-sucedida, e após ver a reação de Polyana – que o agrediu com socos e um chute – o ladrão ficou calmo até que a polícia fosse chamada, provavelmente com medo de sofrer um prejuízo maior.

A notícia foi dada em primeira mão pelo site “MMA Junkie”. O Combate.com entrevistou Polyana Viana por telefone, e a lutadora contou como tudo aconteceu. 
  
– Eu chamei o carro e fui para a frente do prédio, porque o pessoal aqui é meio chato com a segurança e não deixa qualquer um entrar. Quando o carro chega, eles ligam para o apartamento para avisar.

Mas eu estava com pressa e desci para esperar lá embaixo, na porta do condomínio. Fiquei sentada no canteiro das árvores esperando. Eu sempre olho para ver se tem alguém, mas não vi ninguém.

Acho que ele veio muito rápido. Quando eu ouvi os passos, eu virei. Acho que ele ia pegar o meu celular e ia correr. Não parecia que ia mostrar a arma, só ia pegar e correr.

Mas como eu virei, ele sentou do meu lado, de uma vez, assustado. Ele me perguntou a hora, eu disse e olhei para ele meio assustada. Como vi que ele não ia levvantar, fui esconder o celular na cintura. Quando ele viu que eu ia esconder o celular, ele disse: “Não tenta nada que eu tô armado. Passa o celular!” E colocou a mão em cima da arma.

Só que eu vi que era uma arma murcha, de papel. Não era uma arma de verdade. Eu pensei que poderia ser uma arma de brinquedo ou uma faca, mas uma arma mesmo, não era. 

Simulacro de arma usada pelo assaltante na abordagem a Polyana Viana — Foto: Arquivo pessoal . A lutadora contou que, ao ver que a distância que se encontrava do assaltante era muito pequena, decidiu reagir para dominá-lo.

Polyana também disse que muitas pessoas passavam pelo local, mas ninguém parou para ajudar. Somente após o assaltante estar dominado, as pessoas pararam para tirar fotos e perguntar se era um assalto ou se ela estava agredindo o homem “de graça”.

– Como ele estava muito perto e não daria tempo de usar a arma, eu levantei p*** e dei dois socos nele e um chute. Foi muito rápido. Estava passando um monte de gente na hora, mas ninguém parou. As pessoas ficavam olhando e passavam, ninguém parou.

Depois, quando eu já tinha imobilizado ele com um mata-leão, ele começou a se debater – fomos parar no outro canteiro até conseguir imobilizá-lo, até ralei a minha perna – e só aí começou a parar gente, tirar fotos e perguntar se era assalto ou se eu estava batendo nele de graça… Aí eu pedi a um motoboy que estava entrando no prédio para ligar para a polícia.

Eu soltei o mata-leão e fiquei segurando o braço dele em uma kimura, pra ele não correr. Quando a polícia chegou, eles pediram meus documentos, levaram ele para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e eu fui para a delegacia para registrar o boletim de ocorrência. Chegando lá vimos que ele já tinha passagem pela polícia, ficou preso três anos e estava solto há pouco tempo.

Sobre admin

Veja também

Governo de Andradina capacita profissionais da rede de proteção social da criança e adolescente

A Secretaria de Promoção e Assistência Social do Governo de Andradina em parceria com o …

Anistia pede que Tribunal de Haia investigue crimes contra humanidade na Venezuela

As práticas de repressão contra a população civil executadas pelo governo venezuelano podem constituir crimes …

Radiografia do Sebin, o temido serviço de inteligência de Venezuela

Classificado pelas organizações dos direitos humanos como “instrumento de perseguição política”, o serviço de inteligência …

Em jogo sem TV, Palmeiras vence o Atlético-MG e assume a ponta do Brasileiro

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Na primeira grande partida sem transmissão de TV do Campeonato …

Itaú planeja fechar até 400 agências no Brasil

Com o objetivo de se adequar à migração das transações bancárias de clientes para canais …

Idoso discute com vigilante de banco e é baleado no abdômen

  Um idoso foi baleado por um vigilante de uma agência do banco Bradesco, na …

Tamiko entrega trator e implemento agrícola para o Timboré

Na manhã desta segunda-feira (13) a prefeita Tamiko Inoue realizou ao lado do vereador Joaquim …

Morte misteriosa de cinco pessoas deixa a Alemanha em choque

A morte misteriosa de cinco pessoas, que tiveram os corpos encontrados na Baixa Saxônia, três …

Cultura de Andradina fez homenagem ao Dia das Mães

A Secretaria de Cultura do Governo de Andradina realizou na noite da última sexta-feira (10), …

Hamilton vence GP da Espanha e assume liderança da Fórmula 1

Deu Mercedes novamente. Na manhã deste domingo, Lewis Hamilton largou na segunda colocação, assumiu a …

Aldo cansa no fim e é derrotado por Alexander Volkanovski por decisão unânime no Rio de Janeiro

Ex-campeão dos pesos-penas do UFC começa a luta muito bem, mas é superado pelo fôlego …

Minotouro é nocauteado por Spann, e Thiago Moisés e Warlley Alves vencem no UFC Rio 10

Peso-meio-pesado não resiste a direto e uppercut do americano e cai nocauteado no primeiro round. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *