Homem é preso após matar e arrancar coração de travesti em Campinas

O suspeito guardou o órgão da vítima dentro de uma guarda-roupa em casa, segundo policiais do Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep).

Um crime bárbaro chocou a população do Jardim Marisa, na região do Campo Belo, em Campinas (SP). Uma travesti foi morta e teve o coração arrancado por um homem, de 20 anos, que foi preso nesta segunda-feira (21). O suspeito guardou o órgão da vítima dentro de uma guarda-roupa em casa, segundo policiais do Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep).

No dia do assassinato, Caio Santos de Oliveira disse ter tido relações sexuais com Genilson José da Silva, 35 anos. Depois de matá-la, ele ainda roubou os pertences e eletroeletrônicos da vítima.

“Ele era um demônio, eu arranquei o coração dele. É isso. Não era meu conhecido. Conheci ele à meia-noite”, disse Caio, sorrindo e com declarações desconexas, em entrevista à EPTV.

Ao ser abordado pela polícia, o autor do crime indicou onde havia deixado o corpo de Genilson, que estava às margens da Rodovia Miguel Melhado de Campos. O tórax estava aberto e com uma imagem de santo sobre ele.

Fonte.: Notícias ao Minuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.