Página Inicial / Aconteceu/ Ultima hora / Ex-ministro da Saúde é acusado de favorecer empresas em compra de remédios

Ex-ministro da Saúde é acusado de favorecer empresas em compra de remédios

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O MPF (Ministério Público Federal) entrou com ação de improbidade administrativa contra o ex-ministro da Saúde, Ricardo Barros, por suspeita de favorecimento de empresas na compra de medicamentos para doenças raras.

Na ação, a Procuradoria acusa o ex-ministro e outros quatro servidores de tentar favorecer a empresa Global Gestão em Saúde e outras duas empresas em contratos que não atendiam às exigências da legislação. Um deles, fechado pela Global, tinha o custo de R$ 20 milhões.

O problema envolveu processos de compra dos medicamentos Aldurazyme, Fabrazyme, Myozyme, Elaprase e Soliris, determinados após decisões judiciais que obrigaram a União a fornecer os remédios a pacientes com doenças raras.

Segundo o MPF, apesar de terem apresentado os menores preços, as empresas não tinham um documento chamado DDR (declaração de detentor de registro), exigido pela Anvisa para que empresas possam vender remédios no país.

Também não tinham histórico de fornecimento de medicamentos à administração pública ou licença para importação dos produtos. 

Para a Procuradoria, o ministério insistiu em compras “fadadas ao insucesso”. 

“Devido a essas irregularidades, por vários meses, houve desabastecimento desses remédios para centenas de pacientes beneficiários de ordens judiciais, o que contribuiu para o agravamento de seus quadros de saúde e levou a óbito pelo menos 14 deles”, informa o MPF.

O problema iniciou no fim de 2017 e se estendeu até meados do último ano. Procurado, o ex-ministro negou irregularidades. 

Em documento enviado ao ministério à época, a Global confirmou que não tinha os lotes de medicamentos para entrega e acusou a empresa Genzyme, fabricante de parte dos remédios, de se recusar a lhe vender os produtos. Já a fabricante afirmou na ocasião que a Global não era cadastrada como seu distribuidora e que, por isso, não poderia fornecer o produto.

Além do embate entre as empresas, a situação também levou a uma disputa entre o Ministério da Saúde e Anvisa, para quem a falta de apresentação do DDR pelas empresas poderia levar à entrada de medicamentos falsificados.

Após defender a compra de medicamentos sem o documento, o ministério recuou e informou que passaria a seguir as regras da Anvisa.

OUTRO LADO

Em nota, o ex-ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse lamentar que o MPF “tenha escolhido o lado errado da luta no SUS” e afirma que a Procuradoria “deveria acusar as empresas que mantêm monopólio de representantes para explorar o erário público”.

Segundo Barros, a Justiça deu autorização para a Global importar o medicamento, mas o laboratório fabricante se recusou a vender o produto.

O ex-ministro afirma ainda que a legislação “foi cumprida rigorosamente” e que buscou economia no processo. “Os R$ 5 bilhões economizados em 22 meses à frente do Ministério contrariaram muitos interesses”, afirmou.

Divulgação : Abarrosnews.com

Sobre admin

Veja também

Dirceu voltará à cadeia após decisão do TRF-4

Atualmente em liberdade graças a uma habeas corpus, o ex-ministro José Dirceu pode voltar à …

Governo de Andradina forma gratuitamente podadores de árvores

O Governo de Andradina através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente deu início nesta quinta-feira …

Governo de Andradina participa de oficina sobre mudanças climáticas

Na última quarta-feira (15), a Secretaria de Saúde e Higiene Pública e Defesa Civil do …

Educação de Andradina participa de Congresso em São Paulo

A secretária Municipal de Educação do Governo de Andradina, Lucilene Novais e a coordenadora de …

Arábia Saudita diz que oleoduto no país foi atacado por drones

Khalid al-Falih disse que duas estações de petróleo foram atingidas nos ataques AArábia Saudita anunciou …

Ator de ‘Thor’ se joga de ponte e morre atropelado nos EUA

Isaac Kappy ficou conhecido por sua participação na série ‘Breaking Bad’ Nesta terça-feira (14), morreu …

‘Idiotas úteis, imbecis’, diz Bolsonaro sobre grevistas

Nos Estados Unidos, onde vai ser homenageado em Dallas, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) comentou …

Governo de Andradina inicia preparativos para o Dia do Desafio

O Governo de Andradina começou os preparativos para o Dia do Desafio que este ano …

Direitos Humanos do Governo de Andradina leva Cine para os assentamentos

A Secretaria de Direitos Humanos do Governo de Andradina realizará, nesta sexta-feira (17) às 19h, …

STJ manda soltar Temer e coronel Lima e troca prisão por medidas cautelares

Por 4 a 0, a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) mandou nesta …

Governo de Andradina realiza capacitação regional do Programa Município Verde Azul

O Governo de Andradina por meio da Secretaria de Meio Ambiente acompanhada do Ciensp (Consórcio …

Tamiko recebe diretora da regional da Drads de Araçatuba

Na manhã desta terça-feira (14), a prefeita Tamiko Inoue recebeu em seu gabinete a diretora  …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *