Chance de achar sobrevivente é agora ‘bem pequena’, diz comandante do resgate

A chance de se localizar sobreviventes do rompimento da represa em Brumadinho é agora “bem pequena”, disse neste domingo o comandante da operação de resgate do Corpo de Bombeiros, tenente coronel Eduardo Angelo, numa reunião com moradores no centro comunitário do Córrego do Feijão.

“Há possibilidade de se encontrar [pessoas] com vida sim. No entanto, a literatura que trata sobre esse assunto demonstra que a partir de 48 horas de empenho, a chance de encontrar vida é bem pequena. Existe [possibilidade]? Já aconteceu? Sim, já teve gente soterrada por mais de 30 dias, só que isso normalmente é um ponto fora da curva”, disse o comandante.

Já são 58 mortes confirmadas no desastre ambiental provocado pelo rompimento de uma barragem da mineradora Vale em Brumadinho (MG. Há ainda 305 pessoas desaparecidas de acordo com as informações mais atualizadas

Na sequência da declaração, o comandante procurou dar uma palavra de esperança aos moradores. “Mas existe essa possibilidade sim e a gente trabalha com a possibilidade de que nós vamos encontrar pessoas com vida.”

O tenente coronel pediu que as famílias não percam as esperanças.

Angelo disse que os bombeiros não conseguiram chegar a vagões de trem que foram atingidos pela lama  e que, segundo moradores, podem conter corpos ou sobreviventes.

“A gente não está conseguindo chegar. Porque à medida que nós vamos avançando na lama, a gente encontra corpos. A cada corpo encontrado, a gente faz o trabalho e retorna. Nós localizamos um ônibus ontem. Mas quando estávamos para chegar nele, encontramos corpo, corpo, corpo. Hoje nós chegamos ao ônibus. Temos que fazer um trabalho de escavação nele.”

Fonte.: FolhaPress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.