Página Inicial / Aconteceu/ Ultima hora / Bolsonaro sanciona lei que cassa por 5 anos CNH de motorista contrabandista

Bolsonaro sanciona lei que cassa por 5 anos CNH de motorista contrabandista

Presidente da República vetou trecho da nova legislação que previa a perda do CNPJ para empresas pelo transporte, distribuição, armazenamento e comercialização de produtos falsificados ou oriundos de furto, roubo, descaminho e contrabando.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou nesta quinta-feira, 10, lei que prevê a cassação da carteira nacional de habilitação (CNH) aos motoristas que utilizarem veículos para cometerem os crimes de receptação, contrabando e descaminho – arts. 180, 334 e 334-A do Código Penal. As novas regras foram publicadas na edição desta sexta, 11, do Diário Oficial da União e já estão em vigor.

O texto altera o Código Brasileiro de Trânsito para disciplinar que os condutores condenados pelos crimes, com sentença transitada em julgado, terão seus documentos de habilitação cassados e só poderão receber autorização para dirigir depois de cinco anos.

No caso do motorista ser preso em flagrante pelos crimes de receptação, descaminho e contrabando, o juiz terá a prerrogativa de suspender a habilitação em qualquer fase da investigação ou da ação penal.

Empresas ficam livres

Antes de seguir para sanção presidencial, a nova legislação foi aprovada pelo plenário da Câmara dos Deputados no dia 13 de dezembro de 2018.

O texto original determinava a perda do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) para empresas pelo produtos falsificados ou provenientes de furto, roubo, descaminho e contrabando. O trecho, contudo, foi vetado por Jair Bolsonaro.

O presidente também suprimiu outros dois pontos da redação aprovada pelo Congresso Nacional, os quais tornavam obrigatórios para estabelecimentos que vendem bebidas e cigarros a afixação de cartazes com a mensagem “É crime vender cigarros e bebidas de origem ilícita. Denuncie”.

Fonte.: PortalRegional 

Sobre admin

Veja também

Avião de russo está na Venezuela entre rumores sobre chegada de militares

Dois aviões das Forças Armadas da Rússia aterrisaram no último sábado no aeroporto de Maiquetía, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *