Página Inicial / Aconteceu/ Ultima hora / Aplicativo com conotação sexual coloca pais e escolas em alerta no DF

Aplicativo com conotação sexual coloca pais e escolas em alerta no DF

Direção de escola de Ceilândia percebeu que os alunos estavam envolvidos em brincadeiras sexuais e humilhantes devido ao aplicativo. Especialista alerta a necessidade dos responsáveis estarem atentos

Pais de alunos e professores da Escola Classe 15 de Ceilândia estão preocupados com as consequências de um aplicativo que propõe desafios para quem joga. Um dos módulos do aplicativo, que é feito para jogar em grupo, propõe desafios humilhantes ou de cunho sexual, numa espécie de verdade ou consequência em versão digital. Especialistas alertam da necessidade dos pais estarem vigilantes com o contato dos filhos com a rede mundial de computadores.

No módulo adulto – há ainda o de crianças e de jovens, algumas das propostas são passar a língua em um dos jogadores ou no chão; passar os seios na janela; ir a uma padaria de maiô ou ligar para um ex-companheiro (a) e dizer que ainda gosta dele (a); além de várias outras coisas. O problema é que, apesar de haver um módulo só para menores de idade, como não há nada que impeça o acesso delas, muitas crianças e adolescentes estão jogando desafios proibidos para sua idade.

O diretor da EC 15 de Ceilândia, Ricardo Kozier, percebeu, nas últimas semanas, que havia algo de errado com o comportamento de vários alunos. Por fim, descobriu que havia uma relação entre o que estava ocorrendo e o aplicativo.

Ele explica que a história começou lá pelo último dia 08 de junho, quando uma menina de 10 anos reclamou para a diretora que os colegas estavam rindo dela. Ao conversar com a direção, ela disse o problema existiu após ela atender uma chamada de vídeo que um colega de turma fez para ela quando estava se preparando para ir tomar banho. O amigo acabou a vendo sem roupa e espalhado a informação para todos.

Para resolver a situação, foi decidido que todos os envolvidos seriam chamados para conversar. Nessa reunião, os alunos soltaram a informação de que tudo ocorreu devido a um aplicativo que pedia os desafios. Os celulares dos envolvidos foram vistoriados e, neste momento, percebeu-se que o problema havia começado ali.

Como não havia um jeito de olhar o celular dos 430 alunos de seis a dez anos do colégio, o diretor conta que foi preciso enviar um bilhete informando os pais sobre o ocorrido e orientando que eles tomassem cuidado com o aplicativo. “Fique atento ao uso do celular e do computador do seu (a) filho (a)”, informava, além de lembrar que é “proibido trazer celular para a escola”.

Ontem, outro bilhete foi enviado lembrando aos pais ou responsáveis que, devido ao formato do jogo, poderia ocorrer alterações nas fases de desenvolvimento e “problemas mais graves como pedofilia”, pois além da conotação sexual, o jogo estimula a violência. Os pais, assutados com a situação, apoiaram a forma com que a escola lidou com o problema.

Material cedido ao Jornal de Brasília

Pais devem acompanhar

Com o avanço do mundo digital e a facilidade de crianças ao acesso, cada vez mais pais precisam prestar atenção na vida dos filhos. Até para evitar que elas se envolvam com situações erradas ou que as coloquem em perigo. Para a psicóloga, Andrea Vani de França, é necessário atenção dos pais e escolas em relação a tudo que as crianças fazem, em especial, no que toca a internet. “É preciso limitar o uso do celular para as criança, já que elas não tem maturidade para várias coisas. Não estão com personalidade formada e podem ser facilmente influenciadas”, alerta.

“Quando há um jogo que propõe desafios, como é o caso do aplicativo em questão, elas podem fazer coisas irresponsáveis, tanto pela falta de malícia em relação ao sexo e a nudez quanto pela dificuldade de se desvencilhar de um desafio proposto”, completa a psicóloga.

Ela ainda pede que os pais conversem com os filhos de forma tranquila para que eles não tenham medo do diálogo. “Tem que estabelecer uma relação de confiança. Se ela não confiar, não vai contar quando algo ruim ocorrer”, reitera. A especialista entende que a escola deve sempre se fazer presente e procurar os pais ou as autoridades quando perceber algo errado, assim como agiu a direção da Escola Classe 15 fez. Outra indicação é que haja palestras para orientar os estudantes sobre os perigos que eles se expõem ao mundo da internet e a jogos como este.

Saiba mais

Esta não é a primeira vez que pais e professores ficam em alerta do envolvimento de crianças e adolescentes com jogos perigosos. No ano passado, houve até investigação policial para apontar os responsáveis por aliciar menores de idade a se envolverem no jogo da Baleia Azul tanto no DF, quanto em oito outros Estados, que propunha desafios como automutilação, greve de fome e suicídio.

Fonte.: Jornal de Brasília

Sobre admin

Veja também

Governo de Andradina realiza capacitação regional do Programa Município Verde Azul

O Governo de Andradina por meio da Secretaria de Meio Ambiente acompanhada do Ciensp (Consórcio …

Tamiko recebe diretora da regional da Drads de Araçatuba

Na manhã desta terça-feira (14), a prefeita Tamiko Inoue recebeu em seu gabinete a diretora  …

Alerta de tsunami na Papua-Nova Guiné após terremoto de 7,7

Centro de Alerta emitiu uma ameaça de tsunami nesta terça-feira (14) Nesta terça-feira (14), um …

Serviços secretos invadem Assembleia Nacional e gabinete de Guaidó

Foram arrombadas as gavetas da presidência e vice-presidência Forças da segurança da Venezuela, incluindo do …

Governo de Andradina capacita profissionais da rede de proteção social da criança e adolescente

A Secretaria de Promoção e Assistência Social do Governo de Andradina em parceria com o …

Anistia pede que Tribunal de Haia investigue crimes contra humanidade na Venezuela

As práticas de repressão contra a população civil executadas pelo governo venezuelano podem constituir crimes …

Radiografia do Sebin, o temido serviço de inteligência de Venezuela

Classificado pelas organizações dos direitos humanos como “instrumento de perseguição política”, o serviço de inteligência …

Em jogo sem TV, Palmeiras vence o Atlético-MG e assume a ponta do Brasileiro

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Na primeira grande partida sem transmissão de TV do Campeonato …

Itaú planeja fechar até 400 agências no Brasil

Com o objetivo de se adequar à migração das transações bancárias de clientes para canais …

Idoso discute com vigilante de banco e é baleado no abdômen

  Um idoso foi baleado por um vigilante de uma agência do banco Bradesco, na …

Tamiko entrega trator e implemento agrícola para o Timboré

Na manhã desta segunda-feira (13) a prefeita Tamiko Inoue realizou ao lado do vereador Joaquim …

Morte misteriosa de cinco pessoas deixa a Alemanha em choque

A morte misteriosa de cinco pessoas, que tiveram os corpos encontrados na Baixa Saxônia, três …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *