Página Inicial / Aconteceu/ Ultima hora / A partir deste domingo, mulheres sauditas ganham direito de dirigir

A partir deste domingo, mulheres sauditas ganham direito de dirigir

A partir deste domingo (24), as mulheres da Arábia Saudita têm autorização para dirigir, no ultraconservador reino muçulmano. O fim da proibição de dirigir foi anunciado em setembro do ano passado pelo rei Salman bin Abdulaziz, embora tenha entrado em vigor hoje.

Antes da data de hoje, as mulheres não podiam dirigir na Arábia Saudita e precisavam contar com um motorista particular ou um familiar homem que as ajudasse em seus deslocamentos. Ativistas dos direitos das mulheres fizeram campanhas desde 1990 para acabar com a proibição e dezenas de sauditas foram presas por se atreverem a dirigir como forma de protesto.

A medida faz parte das reformas promovidas pelo rei desde sua chegada ao trono, em 2015, que proporcionaram pequenas melhorias para a vida das mulheres sauditas, que mesmo assim continuam sujeitas a um sistema de tutela masculina. O sistema de tutela estabelece que uma mulher deve depender da vontade de seu pai, irmão, marido ou até do filho menor de idade, se necessário, durante toda a sua vida.

A monarquia saudita iniciou há alguns meses campanha internacional com visitas de Estado e reunião com empresários e líderes para convencer que iniciou uma abertura econômica e principalmente social. A autorização para as mulheres dirigirem foi promovida pelo príncipe herdeiro Mohamed bin Salman.

Cerca de uma dezena de ativistas – homens e mulheres – se rebelaram contra o discurso oficial e romperam o silêncio. Denunciaram a medida como uma ação midiática e voltaram a pedir o fim do sistema de tutela da Arábia Saudita.

PAÍS VIZINHO

Várias mulheres do Bahrein viajaram neste domingo para a Arábia Saudita ao volante dos seus carros para participar do dia histórico do país vizinho.

Dezenas de mulheres cruzaram a ponte Rei Fahd, que liga os países, nas primeiras horas do dia, algumas acompanhadas de homens e outras, só de mulheres, segundo informaram fontes oficiais bareinitas.

Algumas delas cruzaram a ponte pouco antes da meia-noite e esperaram no lado bareinita da fronteira até que chegasse a hora definida, com a intenção de serem as primeiras mulheres do país a dirigir na Arábia Saudita.

Várias bareinitas publicaram vídeos dirigindo em estradas sauditas nas redes sociais e algumas delas expressaram seu desejo de participar do dia histórico para as mulheres sauditas.

O Bahrein é um pequeno reino insulano que tem cerca de 50 quilômetros de extensão e que é ligado à Arábia Saudita por meio da ponte Rei Fahd.

Fonte.: Metro

Sobre admin

Veja também

Arábia Saudita diz que oleoduto no país foi atacado por drones

Khalid al-Falih disse que duas estações de petróleo foram atingidas nos ataques AArábia Saudita anunciou …

Ator de ‘Thor’ se joga de ponte e morre atropelado nos EUA

Isaac Kappy ficou conhecido por sua participação na série ‘Breaking Bad’ Nesta terça-feira (14), morreu …

‘Idiotas úteis, imbecis’, diz Bolsonaro sobre grevistas

Nos Estados Unidos, onde vai ser homenageado em Dallas, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) comentou …

Governo de Andradina inicia preparativos para o Dia do Desafio

O Governo de Andradina começou os preparativos para o Dia do Desafio que este ano …

STJ manda soltar Temer e coronel Lima e troca prisão por medidas cautelares

Por 4 a 0, a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) mandou nesta …

Governo de Andradina realiza capacitação regional do Programa Município Verde Azul

O Governo de Andradina por meio da Secretaria de Meio Ambiente acompanhada do Ciensp (Consórcio …

Tamiko recebe diretora da regional da Drads de Araçatuba

Na manhã desta terça-feira (14), a prefeita Tamiko Inoue recebeu em seu gabinete a diretora  …

Alerta de tsunami na Papua-Nova Guiné após terremoto de 7,7

Centro de Alerta emitiu uma ameaça de tsunami nesta terça-feira (14) Nesta terça-feira (14), um …

Serviços secretos invadem Assembleia Nacional e gabinete de Guaidó

Foram arrombadas as gavetas da presidência e vice-presidência Forças da segurança da Venezuela, incluindo do …

Governo de Andradina capacita profissionais da rede de proteção social da criança e adolescente

A Secretaria de Promoção e Assistência Social do Governo de Andradina em parceria com o …

Anistia pede que Tribunal de Haia investigue crimes contra humanidade na Venezuela

As práticas de repressão contra a população civil executadas pelo governo venezuelano podem constituir crimes …

Radiografia do Sebin, o temido serviço de inteligência de Venezuela

Classificado pelas organizações dos direitos humanos como “instrumento de perseguição política”, o serviço de inteligência …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *